Search

Voltz EVS: esta é a revolução da mobilidade urbana moto elétrica nacional que será lançada em agosto

Lançamento deve coincidir com a inauguração da primeira loja da marca em São Paulo. Após começar a explorar o mercado nordestino com a scooter elétrica EV1, a startup Voltz Motors, sediada em Recife (PE), prepara agora o lançamento de uma naked/street, até então conhecida como EVS, também movida a eletricidade.

Foto: Canal Papo de Scooter - Rafael Cantarelli A novidade deve ser lançada entre agosto e setembro, quando a empresa prevê a abertura da primeira loja em São Paulo. Fotos vazadas pelo site Eletric Motocycles News (EMN) mostram que, apesar de 100% elétrica, a EVS terá o design e a estrutura de uma moto street/naked convencional, com o motor posicionado na parte inferior central do chassi.

Fotos: reprodução


Um dos destaques das motos elétricas é sua menor complexidade, o que facilita a montagem e posterior manutenção. Na scooter EV1, por exemplo, são apenas 108 peças, contra cerca de 600 de uma moto convencional. As imagens de patente da EVS revelam uma naked com design esportivo, tendo o "tanque" com estilo tradicional para o encaixe das pernas do piloto e o farol com formato de escudo, além da rabeta estreita e elevada. Informações técnicas não foram divulgadas, mas, em contato com a Voltz, descobrimos que uma das novidades da moto será a possibilidade de customização da autonomia e velocidade máxima, de acordo com a necessidade do piloto na ocasião.

Fotos: reprodução


Outra atração da EVS ficará por conta do painel 100% digital, com uma vistosa tela TFT colorida que agrega diversas informações da moto, como velocímetro, gráfico de energia, temperatura do ar, relógio e, claro, a carga da bateria. Curioso notar os indicadores das setas, com um triângulo em cada lado do cluster. Já o layout central é baseado na letra "V", seguindo o logotipo da marca.

Fotos: reprodução


Inicialmente focada nos mercados do nordeste, a Voltz aposta na EVS para expandir sua rede para o sudeste, com a abertura de uma loja na capital paulista entre agosto e setembro - os planos da empresa foram um pouco atrasados por conta da pandemia.

Fotos: reprodução A ideia é entrar no segmento das street, que representa mais de 50% do mercado nacional de motocicletas, mas com o diferencial de ser a primeira elétrica desta categoria. Por: Daniel Messeder Fonte: https://motor1.uol.com.br Quer ficar bem informado(a) sobre as notícias da Energia Solar Shop, e interagir com a gente? Cadastre-se grátis e esteja sempre por dentro de todos os nossos conteúdos energiasolarshop.com.br

0 comments